Vitamina D Para Que Serve?

Sempre temos esta pergunta, Vitamina D Para Que Serve?

Então neste  artigo vamos falar tudo que você precisa saber.

vitamina D, é essencial para nossa saúde, para o bom equilíbrio de vários órgãos do nosso organismo; portanto se ela faltar, pode acarretar algumas complicações.

O problema é que mesmo num país tropical como o Brasil é alto o índice de hipovitaminose D. 

Vamos conhecer agora, as funções da vitamina D; e saber como mantê-la adequada para promoção da saúde em todas as fases da vida.

vitamina D pode ser encontrada sobre duas portas vitamina D2 chamada de ergo calciferol (encontrada em alguns alimentos).

vitamina D3 ou cole calciferol (que o corpo humano é capaz de produzir após a exposição a raios solares).

 O problema é que nenhuma das fontes naturais de vitamina D, tem sido suficiente para manter no organismo uma quantidade adequada desta vitamina.

Na nossa alimentação em geral não conseguimos uma quantidade diária suficiente de nutrientes; nós podemos ingerir alguns alimentos, mas são poucos os alimentos que têm vitamina D

Os que têm mais vitamina D, que a gente consome são os peixes gordurosos de água fria, que são: o atum, o salmão, e o bacalhau.

Então muitos devem se lembrar daquele remédio que é a base de óleo de fígado de bacalhau, pois o bacalhau é extremamente rico em vitamina D.

E essa são as principais fontes, outras fontes têm quantidades muito pequenas, então nossa principal fonte fica sendo a radiação solar.

Listamos Aqui no Topo as Recomendações Feitas Neste Artigo

Vita D3-60 Cápsulas, Vitafor
Vitamina D 2.000Ui - 60 Cápsulas, Inove Nutrition
D-ZINC - VITAMINA D 2.000UI + ZINCO 30MG x 60 COMPRIMIDOS
Vitamina D 2000UI - 120 Softgels - NewNutrition

A Vitamina D Pela Radiação Solar

A nossa pele sintetiza a vitamina D3 quando exposta a raios ultravioletas B, conhecido como UVV; mas não é um processo simples, ela deve passar por várias etapas até se transformar em vitamina D ativa.

Essa vitamina D, vai se transformar depois de alguns passos dentro do nosso organismo, em reação química, em um o hormônio extremamente poderoso.

E que tem um papel muito importante na manutenção da qualidade óssea.

Mas hoje em dia a gente sabe que também pode atuar em vários outros setores, nos vários outros sistemas do nosso organismo.

Desde o músculo, na pele, na secreção de alguns hormônios. 

Então temos conhecimento de uma série de ações agora; da vitamina D, ou desse hormônio que é proveniente da vitamina D.

E que faz nosso organismo funcionar direitinho.

As Dificuldades Para obtê-la

Mas tem uma série de fatores que têm dificultado a trajetória da vitamina D.

Primeiro, apesar de estarmos num país tropical, tomamos pouco sol; até em função dos novos hábitos da vida moderna.

Hoje em dia temos menos chance de andar a pé e tomar sol; usamos o carro, o ônibus, ou metrô, como meios de transportes para tudo.

A violência nos centros urbanos, também leva crianças e adolescentes, a praticarem mais atividades em ambientes internos; como no computador, aulas de línguas, de natação em piscinas cobertas e etc.

E o que geralmente se faz quando a questão é tomar sol é dizer: não gosto, não me adapto, não suporto, faz muito calor, etc. E então, a pessoa fica com falta de vitaminas.

Outro fator, é o uso do protetor solar recomendado pelos dermatologistas para prevenir o câncer de pele.

Se você usou protetor com fator de proteção solar número 8, já houve então o bloqueio de 90% da formação da vitamina D na pele.

O envelhecimento também exerce influência sobre o aproveitamento da vitamina D.  No envelhecimento, os rins perdem a capacidade de transformar a vitamina D, em vitamina D Ativa.

A cor da pele também influencia nessa questão; quanto mais escura for a pele de uma pessoa, maior será a necessidade de exposição ao sol, para sintetizar a vitamina D.

E como consequência maior risco de apresentar carência dessa vitamina no organismo.

 

Por outro lado, indivíduos que têm problemas renais ou hepáticos, muitas vezes já têm que fazer uso de uma suplementação da vitamina D já ativada.

Por que o organismo deles não são capazes de ativar essa vitamina D.

A Evolução da Ciência na Suplementação

Vitamina D Para Que Serve?

Felizmente acompanhando a mudança de hábitos e o aumento da longevidade, a medicina e a ciência também evoluíram.

E os estudiosos já sabem hoje que a vitamina D atua numa série de funções, e que a suplementação é uma prática eficaz. 

Sabe-se que a vitamina D também faz uma parceria fundamental com cálcio, para garantir uma boa formação óssea.

Além disso a vitamina D, vai fazer com que o cálcio que chega no intestino, possa ser absorvido.

Assim como fósforo que é um outro  íon importante,  se juntem formando um complexo, que é chamado complexo de hidroxiapatita; que é um complexo que se deposita no osso.

Há casos de falta grave da vitamina D na infância causando raquitismo, que leva a deformidades.

Então voltando ao inicio do artigo; Vitamina D Para Que Serve?

vitamina D é importante para que esse osso que está sendo formado, possa receber a quantidade de cálcio necessária para sua completa formação.

Então no raquitismo você pode ter uma alteração da placa de crescimento, justamente porque o nível do cálcio ou o nível do fósforo, que é muito importante na questão do raquitismo, está abaixo do necessário.

Isso vai fazer com que aquele osso que está sendo formado, tenha o colágeno normal.

Mas sobre esse colágeno, menos cálcio e menos fósforo foram depositados, então essa criança pode ter deformidades.

Os Cuidados

Vitamina D Para Que Serve?

A atenção do pediatra é importante, observando de forma bem criteriosa o crescimento e o desenvolvimento.

Pois é durante a infância e adolescência, como já vimos que se dá a formação da massa óssea; e o ideal é que ela atinja o maior nível possível, por volta dos 20 ou 25 anos idade, para fazer uma boa reserva para o futuro.

Osteoporose, vale lembrar, é uma doença que fragiliza os ossos aumentando o risco de fraturas e complicações.

Com o envelhecimento, nosso organismo naturalmente inicia processo de perda de massa óssea; ou seja, há um desequilíbrio entre os osteoclastos (células que destroem o osso velho) e os osteoblastos (que repõem o osso novo).

Esse desequilíbrio pode-se acelerar a depender de fatores como; tabagismo, excesso de bebida alcoólica, sedentarismo, baixa ingestão de cálcio, deficiência de vitaminas, entre outros. 

vitamina D é muito importante para que a gente tenha um esqueleto adequado; uma musculatura adequada, para que a gente caia menos, tenha menos fraturas, e evite a osteoporose no adulto, e o raquitismo na criança.

Para detectar se o paciente tem hipovitaminose, os médicos solicitam um exame de sangue específico para esta análise.

Avaliação Médica da Vitamina D

Vitamina D Para Que Serve?

O que se recomenda, é que se faça dosagem da, 25 hidroxivitamina D; é essa que deve ser dosada, juntamente muitas vezes com PTH; para poder avaliar, se o PTH, que é o hormônio da paratireóide está aumentado em função desta diminuição da vitamina D, ou não.

PTH, quando estamos com uma carga baixa de cálcio, retira o mineral do osso para manter um nível adequado de cálcio no sangue.

A avaliação médica na interpretação dos exames, é de fundamental importância; pois a depender do que for detectado, o médico deve prescrever a suplementação de vitamina D.

A Suplementação de Vitamina D, Para Tratar a Chamada Hipovitaminose D

A suplementação de vitamina D é utilizada para evitar a desmineralização e perda óssea, combater a osteoporose, diminuindo o risco de fraturas e agravamento do paciente osteoporótico, combater a miopatia (que é um tipo de fraqueza muscular e dificuldade até em subir uma escada) e manter o equilíbrio em diversas outras funções do organismo.

Se a vitamina D estiver insuficiente ou deficiente, ela deve ser suplementada.

E deve ser suplementada, dependendo se adulto ou criança, na dosagem que deve ser, e que já é recomendada pela OMS – Organização Mundial de Saúde.

Sabe-se que o tratamento com vitamina D, é um tratamento relativamente barato; a vitamina D, é muito bem absorvida, e então não existe nenhum problema, nem de efeito colateral, e nem de alteração nessa absorção.

Então é um tratamento fácil, factível, e é fundamental, porque assim se consegue prevenir algumas doenças, que são extremamente prevalentes na população; ou seja são muito frequentes na população, como a osteoporose, e na criança pequena o raquitismo.

Orientações Sobre Suplementação de Vitamina D

Vitamina D Para Que Serve?

Vamos ver algumas recomendações como referência suplementação de vitamina D, na infância.

Nas crianças prematuras que seja feita com 1.000 unidades por dia de vitamina D3, ou vitamina D2.

Para criança que mama no peito, e como se sabe, o leite materno é pobre em vitamina D, então essas crianças que são amamentados ao seio deve receber 400 unidades por dia de vitamina D

Depois de um ano de idade, a criança passa a receber algumas fórmulas lácteas com mais frequência; e em algumas delas você tem a incorporação da vitamina D, então para criança a partir de um ano de idade, se recomenda valores de vitamina D, de 200 unidades por dia.

Suplementação de Vitamina D, Para Grupos de Maior Risco.

Pessoa mais idosa precisa de mais vitamina D; e tem pessoas que têm mais deficiência, por exemplo, o que é muito comum hoje em dia, são aqueles pacientes que fizeram cirurgia bariátrica, a cirurgia para emagrecer.

Estas pessoas acabam tendo uma deficiência muito grande de cálcio e de vitamina D; então esses grupos precisam de doses ainda maiores de vitamina D.

Em geral, o cálculo que se faz é o seguinte; pacientes mais jovens podem manter níveis com cerca de 400 unidades por dia; e à medida que vai passando a idade, essa quantidade vai aumentando.

E para o idoso em geral deve se utilizar, entre 1000 a 2000 unidades por dia, para manter níveis dentro dos valores que a medicina moderna considera adequados.

Para o paciente bariátrico, muitas vezes ele precisa de doses até acima daquela que foi mencionado acima.

Também são considerados grupos de risco pessoas com determinadas doenças, como fibrose cística ou que tomam algumas medicações, como remédios para redução de colesterol, ou anticonvulsivante, ou ainda indivíduos com impossibilidade de fazer exercícios como vítimas de acidentes.

Doses de Ataque

Há casos, em que o médico pode precisar utilizar a estratégia chamada dose de ataque.

A dose mencionada, de 400 a 2000 unidades, é a dose de manutenção.

Quando o médico faz a dosagem no sangue e as concentrações estão muito baixas; então o médico vai utilizar doses mais altas, que comumente se chama de dose de ataque; para correção do valor ideal, e aí sim, fazer a dose de manutenção.

Então esses indivíduos de maior risco, o ideal é a dosagem da 25-hidroxivitamina D no sangue; para que a correção seja feita baseada na concentração plasmática, e isso é o ideal.

A suplementação de vitamina D, pode ser feita em doses diárias ou semanais e ter variações de doses a depender da necessidade do indivíduo, por isso é fundamental avaliação médica.

Forma de Administração Correta

A forma de administração feita de maneira correta também é importante; vamos ver uma orientação.

Existem as suplementações em forma de gota e em forma de comprimidos, pode-se escolher a forma de gotas que é mais maleável; então se pode aumentar ou diminuir de gotas de acordo com a necessidade.

Em geral essas gotas devem ser tomadas sem qualquer líquido junto. Tomada direto numa colherzinha, e deve se alimentar em seguida; com alguma alimentação que tenha alguma coisa de gordura, por exemplo: leite, ou pão com manteiga ou requeijão.

Sempre com um alimento que tenha um pouquinho de gordura; porque essa vitamina é absorvida junto com a gordura; ela é uma vitamina que se dissolve na gordura e acaba sendo aproveitada dessa forma.

Lembrando sempre, que a orientação médica é importante para adequar o tratamento mais eficaz, e auxiliar na adesão por parte do paciente.

Outro alerta, as pessoas que fazem tratamento para osteoporose, e que suplementam cálcio, tem que passar pela avaliação da vitamina D.

Se o indivíduo ingere um comprimido de cálcio, mas a sua vitamina D está baixa, é como se ele estivesse jogando fora esse cálcio.

Porque ele não chega a ser absolvido, ele não será aproveitado, então esse cálcio acaba sendo eliminado.

Em geral a suplementação de vitamina D, é para o resto da vida.

Cada dia é mais importante adotarmos medidas preventivas para ajudar na promoção da saúde ao envelhecer.

O conhecimento é um grande aliado da nossa saúde; por isso esclareça suas dúvidas com seu médico, e procure obter mais informações no núcleo de saúde de sua cidade.

Como vimos a vitamina D é importante para a saúde dos ossos; e mais ela atua em várias outras funções e órgãos do corpo humano,  daí importância de nos expor ao sol, de maneira segura; e se for preciso adotar um suplemento alimentar para manter níveis adequados dessa vitamina tão essencial em todas as fases da vida.

Clientes que visualizaram este item também visualizaram

Glutamine Natural 300g
Whey 100% Pure Refil Chocolate, IntegralMedica, 907g
Amino Bcaa 2044 Mg 90 Caps, Integralmedica
Creatina 150G, Integralmedica, 150G
Gostou do assunto? Quer Compartilhar?
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Nota: Quando você compra por meio de links em nosso site, podemos ganhar uma comissão de afiliado sem nenhum custo para você

Contrate Um Plano Odonto

Tudo sobre Imóveis

TEM CNPJ?

Agora Com 2 Vidas Você Pode Contratar Seu PME.

Fica Bem Mais barato

Nos Planos: AMIL – UNIMED – SULAMERICA – GNDI e OMINT