Sarampo

Por APARICIO - Corretor - Maximo Seguros & Consultoria em

Sarampo

É uma das doenças infecto-contagiosa mais comuns em nosso planeta, causadas pelo vírus do sarampo (Measles morbillivirus), e também uma das maiores causadoras de morte em vários países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento.

O vírus do sarampo  se propaga por contato direto ou íntimo, e depois de um período de incubação de oito a quinze dias, começam os “sintomas sarampo” que  são; febre, tosse seca e vermelhidão nos olhos, a que se segue uma erupção característica Rosa-amarronzada por todo o corpo.

Geralmente, ao aparecerem os sintomas de sarampo, ja citados acima, surgem manchas brancas, que são conhecidas por mancha de Koplik, no interior das bochechas, um ou dois dias antes de começar  erupções na pele, que são os mais graves sintomas do sarampo.

recuperação completa sarampo, a  leva cerca de dez dias. Mas quando o sarampo contagiou adultos, esse “tratamento sarampo” pode se prolongar por até quatro semanas.

As complicações do sarampo mais comum nos adultos incluem otites, pneumonias e até mais raramente encefalite.

Importante: Esta é uma doença de declaração obrigatória. Qualquer caso suspeito deve ser comunicado ao médico, ou serviços de saúde pública.

O que dizem as medicinas alternativas sobre o sarampo.

Plantas medicinais: Para atenuar os sintomas febris, faz-se uma infusão de milefólio ou flor de sabugueiro e beba uma xícara da infusão bem quente de três em três ou de quatro em 4 horas.

Em caso de agitação e dores junte camomila à mistura anterior. Para diminuir o prurido, passe sobre a pele passar uma esponja em bebida em infusão fresca de alfazema ou  uma colher de chá de loção de hamamélis destilada, diluído em 300 ml de água.

Métodos naturais

O terapeuta aconselhará a que  evitem laticínios e que se tome muitos sucos de frutas e de vegetais, tanto para substituir os líquidos perdidos como para reforçar o nível de nutrientes na alimentação. Poderá ainda receitar uma ou dois gramas de vitamina C por dia, para aumentar a resistência a infecções virais.

Outros tratamentos alternativos para sarampo – homeopatia.

Objetivo é ajudar a recuperação e diminuir o mal-estar e o risco de complicações. 

Apis melmellifica é receitado em caso de febre alta, quando se sente calor e se deseja ficar descoberto, os olhos e ouvidos estão inflamados, fica se choroso irritadiço. 

A Euphrasia é indicada para os olhos inflamados, lacrimejantes e sensíveis à luz. 

O Gelsemium é usado se houver febre alta e prostração extrema, também em casos de delírios. Se uma criança estiver prostrada irritadiça, se precisa ser mimada, se tiver uma tosse incômoda e se sentir necessidade de ar fresco, tente administrar-lhe Pulsatilla.

O que dizem os médicos sobre o sarampo

Não existe uma cura para o sarampo, embora as infecções secundárias de ouvido ou pneumonia respondam aos antibióticos. A vacina contra o sarampo, administrada aos 15 meses e mais tarde repetida, juntamente com a imunização contra caxumba e rubéola, com parte dos serviços públicos de vacinação, confere imunidade em 95% dos casos.

Os efeitos secundários da vacina são os mesmos da doença, mas o risco é menor, depois da vacinação do que após a infecção. Os especialistas recomendam repouso, ingestão de maior quantidade possível de líquidos e antitérmico para baixar a febre e atenuar o mal-estar. Para se certificar de que não suja as complicações consulte médico.

Fonte: Dicionario de medicina natural -  Reader´s Digest

Solicite mais informações sobre Convênio médico


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp chat