Remédio para Emagrecimento

A utilização de remédio para emagrecimento é recomendada por endocrinologistas quando o paciente está com a saúde comprometida e não consegue perder peso.

O excesso de peso está associado a diabetes tipo 2, hipertensão e uma série de riscos para a saúde. Por isso, é indicado recorrer ao uso de medicação que auxilie no processo.

Tornando o emagrecimento mais fácil, prático e saudável. Para que seja possível ter resultados positivos na melhora dos indicadores de saúde.

Existem muitas alternativas de remédio para emagrecimento

Atualmente, o mercado oferece diversas opções de remédios para emagrecimento. Tendo como objetivo ajudar as pessoas que estão em situação de sobrepeso ou obesidade.

E que o peso tem se tornado um problema para a saúde. O médico endocrinologista costuma correlacionar sintomas, avaliação de exames e interesse em perder peso por parte do paciente para indicar a medicação como medida para auxiliar. Alguns exemplos de remédios para emagrecer são:

1.      Saxenda

Aprovado pela Anvisa em 2016, o remédio auxilia a tratar diabetes e reduz a sensação de fome. Ele deve ser injetado para que possa ser utilizado em conjunto com dieta e atividade física.

O uso é recomendado para pessoas com IMC acima de 30 kg/m² ou pacientes com mais de 27 kg/m² que tenham alguma alteração de saúde relacionada ao sobrepeso.

O saxenda não altera o humo do usuário e ajuda a tratar problemas metabólicos em geral. Possibilitando ótimos resultados para a saúde e qualidade de vida.

2.      Orlistat

O medicamento atua na absorção da gordura, inibindo que até 30% dela seja assimilada pelo corpo.

Dessa forma, o orlistat diminui o processo de acúmulo de gordura e contribui para a eliminação de até 30% da gordura ingerida sendo excretada pelas fezes.

3.      Fluoxetina

A fluoxetina é um remédio para ansiedade que pode ser usado em tratamentos para emagrecer. De modo que, possa controlar a ansiedade que motiva o paciente a comer.

4.      Bupropiona

A bupropiona é uma medicação antidepressiva que ajuda a emagrecer por reduzir a compulsão alimentar.

Sua utilização também é muito recomendada para fumantes que desejam parar de fumar e precisam de auxílio para tal.

O uso costuma ser indicado em casos de compulsão alimentar, depressão ou quando a atividade física e dieta estão sendo ineficazes.

Quando recorrer ao uso de remédio para emagrecimento?

Algumas pessoas não conseguem emagrecer por causas emocionais, como ansiedade, compulsão alimentar e depressão. Aspectos que alteram o comportamento diário e impulsionam a pessoa a consumir alimentos em excesso.

Tal situação deve ser avaliada por um psiquiatra, que poderá conduzir um tratamento que terá como resultado a perda de peso saudável por mudança comportamental.

Contribuindo para que possa tratar de fato o problema que leva a pessoa a ter excesso de peso. Além disso, os remédios emagrecedores que atuam no tratamento de diabetes e outras condições também podem ser uma excelente opção.

Tendo em vista que, tratando o problema de saúde causado pelo excesso de peso, é possível ter bons resultados na qualidade de vida.

Trazendo como resultado não apenas o emagrecimento, como também a mudança de estilo de vida e conquista de uma saúde melhor.

Faça um check-up para identificar se precisa de ajuda medicamentosa

Na ida ao seu endocrinologista, é possível identificar como está a saúde analisando o panorama geral.

O profissional poderá identificar se existe alguma alteração metabólica ou se os indicadores de saúde estão em dia mesmo com IMC alto.

E caso suspeite de que sofre com ansiedade ou outra demanda emocional está impedindo a manutenção de uma alimentação saudável, vale a pena incluir em seu check-up a ida ao psiquiatra.

Para que possa ter um diagnóstico que te ajuda a lidar com suas demandas, entender suas necessidades e a partir disso, ter o melhor tratamento.

Afinal, cada pessoa tem suas necessidades e o ideal é que um profissional de saúde avalie a questão para que possa indicar quais são os tratamentos mais adequados.

Dessa forma, é possível ter uma intervenção efetiva e que contribui para que seja possível melhorar seus resultados. O ideal é sempre adotar a atividade física e alimentação saudável em conjunto com a medicação.

De modo que, os novos hábitos possam atuar em conjunto com a medicação para promover uma transformação positiva em sua saúde.

[Sobre planos de saúde] [sobre planos de saúde]
Gostou do assunto? Quer Compartilhar?
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Contrate Um Plano Odonto

Tudo sobre Imóveis

TEM CNPJ?

Agora Com 2 Vidas Você Pode Contratar Seu PME.

Fica Bem Mais barato

Nos Planos: AMIL – UNIMED – SULAMERICA – GNDI e OMINT