Dieta Low Carb Cardapios

Você já quis seguir uma dieta low-carb, mas não sabe como criar uma dieta low carb cardapios? 

Aliás a essência deste plano alimentar é basicamente consumir carboidratos baixos para aumentar a queima de gordura do corpo para obter energia.

Contudo para ter esse efeito no corpo, recomenda-se que 5 a 10 por cento de suas calorias diárias venham de carboidratos – menos de 20 grama.

Conquanto, sejam substituídas por quantidades moderadas de proteínas e gorduras.


Alimentos permitidos em um menu low-carb:

– Carne, peixe e ovos
– Gordura e òleos

– Manteiga, azeite extra virgem.
– Nozes e sementes
– Amêndoas, Amendoins, Nozes, Coco
– Ervas e especiarias (pimenta, alho, gengibre, canela e orégano).
– Sal (uma pitada!)

Embora isso possa parecer uma ideia saudável, algumas frutas são conhecidas por serem inadequadas para essa dieta, afinal são ricas em carboidratos. 

Por exemplo, uma maçã de tamanho médio contém 20 a 25 gramas de carboidratos – contudo pode ser a dose recomendada para o dia inteiro para muitas pessoas.

O que é uma dieta baixa em carboidratos e como ela funciona?

Afim de que, se uma dieta baixa em carboidratos, é uma maneira de comer onde você limita (mas não elimina) carboidratos.

Afim de atingir o peso desejado e, em seguida, manter esse peso sem passar fome.

Ao passo que, na dieta tradicional, as calorias totais são reduzidas ao todo.

Aliás, dietas low-carb são diferentes: apenas os carboidratos são reduzidos em calorias porque são convertidos em açúcar no sangue e, em excesso, em gordura acumulada no corpo.

Existem vários tipos de dietas low-carb: paleo, cetogênica, lchf, Atkins, Whole 30, etc… 

Todas funcionam pelo mesmo motivo: redução de carboidratos nos alimentos.

Se uma pessoa quer perder peso ou comer mais carboidratos saudáveis para manter a perda de peso, ela pode comer menos carboidratos.

 

O básico da Dieta Low Carb Cardapios, com baixo teor de carboidratos é comida de verdade:

Enquanto o mercado aproveita as oportunidades com a introdução de produtos industrializados com baixo teor de carboidratos, os fundamentos da alimentação são reais, nos alimentos naturais.

Quanto mais próximo o alimento for encontrado na natureza, melhor. 

Quanto menos códigos de barras, melhor.

Sobretudo, lembrando a comida que sua bisavó reconheceria, aliás, do tipo que você compra no açougue, na peixaria, no mercado, no verdureiro perto de sua casa.

 

  • Dieta Low Carb Cardapios, é mais sobre escolhas do que “menus”

Antes de mais nada, vamos falar  aqui  que, muitas vezes as pessoas querem menus de baixo carboidrato no café da manhã, almoço, jantar e lanches.

Pois estamos acostumados a menus padrão de revistas ou menus que foram impressos após consultar um nutricionista.

Mas no low carb não é bem assim (ainda bem!): no low carb, você pode escolher o que comer dentro de uma certa faixa com base nos seus gostos.

Ademais, a disponibilidade de comida onde você mora, seu orçamento… 

Sobretudo, comida, sempre priorize o real Comida.
Em resumo este é um método saudável e eficaz

Ao contrário do que ouvimos há décadas, as gorduras que estão naturalmente presentes nos alimentos não são prejudiciais à saúde.

Acima de tudo, comprovadamente ruim para a saúde, está o consumo excessivo de carboidratos processados, e açúcar nas bebidas.

Que aliás tomaram conta da dieta mundial e aumentaram a obesidade.

 

Como devem ser as refeições em um cardápio low carb

Embora não haja um menu definido a seguir, é uma boa ideia planejar um menu com pouco carboidrato antes de começar. Primeiramente, é importante planejar com antecedência para reduzir a chance de fazer a escolha errada.

Além disso, fazer seu próprio cardápio ajudará você a entender melhor sua dieta e quais alimentos são low-carb e quais não são.

Aliás você não precisa planejar as refeições para dias a seguir, mas é uma boa ideia planejar suas refeições para a semana junto com outras coisas que você planeja.

Contudo o cardápio low carb tem que combinar com o seu estilo de vida: cozinhar em casa, comer no refeitório da empresa, por quilo no restaurante, marmitas….

Contudo se  você não conseguir realizar o que planejou, não deixe que isso o deixe ansioso e frustrado: o objetivo é reduzir os desvios do plano por falta de preparo. 

Ao passo que, não é que você precise se adaptar à dieta, é que a dieta precisa se adaptar à sua vida.

Então é melhor anotar ideias do que preparar para os próximos dias, antes de fazer compras; e assim poder fazer um prato extra ou dois.

Em resumo, essa estratégia me economiza dinheiro; menos tempo no supermercado.

E alem disso, ainda há menos chance de comer mal, porque não esta planejando nada saudável.

Readaptando o café da manhã

O café da manhã costuma ser a refeição mais desafiadora para quem está começando. Aliás, porque comemos a mesma coisa há décadas e realmente amamos pão e leite.

Embora existam várias receitas de pão low carb, é ótimo abrir o novo formato, que tem uma saciedade diferente e opções fáceis de café da manhã do que os cafés da manhã tradicionais.

Pequenos Lanches

-Poucas oleaginosas.
-Infusão natural.
-Iogurte natural com baixo teor de gordura.
-salada de frutas.
-Leite vegetal.

Alguns aspectos a considera

O menu de baixo teor de carboidratos pode ser alterado usando os diferentes alimentos permitidos descritos acima.
Pular as refeições principais ou eliminar certos grupos de alimentos não é recomendado.
Na dúvida, é melhor consultar um nutricionista ou médico.

Gostou do assunto? Quer Compartilhar?
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Nota: Quando você compra por meio de links em nosso site, podemos ganhar uma comissão de afiliado sem nenhum custo para você

Contrate Um Plano Odonto

Tudo sobre Imóveis

TEM CNPJ?

Agora Com 2 Vidas Você Pode Contratar Seu PME.

Fica Bem Mais barato

Nos Planos: AMIL – UNIMED – SULAMERICA – GNDI e OMINT