Alimentação Saudavel Para Emagrecer

A dieta não deve visar apenas a perder peso, mas também uma reeducação alimentar para perder peso de forma saudável e desenvolver novas dietas e estilos de vida para manter o peso a longo prazo.

Existem várias dietas que reduzem um ou mais grupos de alimentos ou, por outro lado, têm restrições muito altas. 

Estas tornam-se dietas muito restritas que podem acarretar riscos por associação, como o desenvolvimento de deficiências nutricionais.

Para perder peso, é necessário um déficit calórico, ou seja, a ingestão calórica diária deve ser menor que o consumo diário, resultando em déficit calórico e esgotamento das “reservas energéticas”.

Dentro da faixa de valores calóricos disponíveis para consumo durante o dia, ela pode ser distribuída entre diferentes grupos de macronutrientes, como proteínas, carboidratos e lipídios (gorduras), permitindo o consumo de alimentos de diferentes grupos alimentares. deficiências nutricionais.

As necessidades nutricionais variam de pessoa para pessoa e dependem de vários parâmetros como: idade, sexo, atividade física, fase do ciclo de vida (por exemplo, gravidez, menopausa ou amamentação), história clínica (presença de alguma doença, análise clínica, etc.) . ) e objetivos pessoais. A distribuição dos macronutrientes (proteínas, lipídios ou gorduras e carboidratos) também varia com esses mesmos fatores, podendo ou não exigir a redução ou aumento do consumo de um desses macronutrientes, como aumento do consumo de proteínas e redução do consumo de carboidratos.

Alimentação Saudavel Para Emagrecer e Preservar a Saúde

Atualmente, existem vários tipos de dietas que vão desde dietas com baixo teor de gordura e/ou carboidratos ou baixo teor de carboidratos, dietas cetogênicas, dietas paleo e muito mais.

Uma dieta que pode funcionar para uma pessoa pode não funcionar para outra. Isso se deve a fatores individuais, um dos quais é a facilidade de aderência à dieta. 

Para que uma dieta permaneça viável, ela deve não apenas ser adaptada às necessidades individuais, mas também deve ser uma dieta fácil de seguir para que possa ser mantida e bem-sucedida.

Um dos principais motivos para a redução da adesão e retirada é a insuficiência alimentar, pois se a alimentação não atende às necessidades de uma pessoa (necessidades, objetivos e gostos pessoais), fica mais difícil manter a alimentação a longo prazo e corre o risco de desistência.

Procure uma dieta que possa manter como estilo de vida

A vida é feita de escolhas que devem ser feitas conscientemente. Encontrar um equilíbrio entre os prós e os contras do gosto pessoal com o objetivo de alcançar uma vida mais saudável e, portanto, uma melhor qualidade de vida é um objetivo importante em todas as nossas vidas.

Quantos de nós experimentamos desconforto causado por simples dor nas costas, dor no ombro, dor no joelho, etc. Ou sinta-se doente de um simples resfriado ou gripe repetida, que geralmente é causada por uma fraqueza em nosso sistema imunológico. 

Sem falar nas patologias mais nocivas com alto risco de morte. No entanto, existem muitos exemplos para mostrar que todos nós sabemos que a doença, mesmo em sua forma leve, pode reduzir muito nossa qualidade de vida.

Em suma, diríamos que é impossível alcançar uma qualidade de vida satisfatória sem desenvolver hábitos saudáveis e que uma alimentação adequada é essencial.

Dicas e Estratégias Para Perder Peso

Existem estratégias que você pode usar para promover a perda de peso saudável, como:

Planeje as refeições. Faça um cardápio com as refeições que deseja fazer para a semana e organize sua lista de compras e suas idas ao supermercado em torno desse cardápio. Essa estratégia não apenas economiza tempo, mas também evita que você compre alimentos indesejados ou menos saudáveis;

Inclua boas fontes de fibras, vitaminas e minerais, como vegetais e frutas. Experimente alterar as opções e métodos de cozedura que consome e aproveite para experimentar novos métodos de cozedura. A ideia é evitar a monotonia da dieta;

Inclua proteínas saudáveis. A oferta adequada de proteínas, como carne magra, peixe, ovos, etc., aumentará a saciedade e manterá a massa muscular;

Coma menos carboidratos e opte por grãos integrais, como arroz integral, grãos integrais, etc. Em geral, não é necessário excluir completamente os grupos de alimentos. A dosagem em sua rotina diária pode precisar ser ajustada, portanto, o acompanhamento nutricional pode ser importante para garantir a ingestão nutricional adequada;

Coma gordura com moderação e escolha fontes de gordura saudáveis. A gordura é um nutriente com alto valor calórico, portanto, coma-a com moderação;

Beba 1,5 a 2 litros de água todos os dias, você pode beber água pura, água aromatizada (por exemplo: limão, hortelã, abacaxi, pepino, canela, etc.). Você também pode usar chá sem açúcar ou infusões de ervas;

Inclua exercícios de atividade física. A atividade física não só auxilia no processo de perda de peso, mas é uma boa estratégia para ajudar a controlar o estresse;

Defina os horários das refeições e mantenha-os em um local tranquilo, sem distrações. Evite comer na frente da TV ou celular, pois esses fatores podem levar à distração e podem levar ao consumo pesado.

Controle o estresse e a ansiedade. Aplique algumas estratégias de gerenciamento de estresse e ansiedade, pois esses podem ser fatores que levam a comer alimentos menos saudáveis ou grandes quantidades de alimentos. Saiba tudo sobre gerenciamento de estresse aqui.

Tendo em mente as estratégias acima, para atingir seus objetivos de perda de peso de forma saudável, alguns alimentos podem ser importantes para priorizar ou comer com moderação.

Previlegie o Que Comer e Tenha Uma Alimentação Saudavel Para Emagrecer

Legumes – Os vegetais devem fazer parte da sua alimentação diária. Inclua-os na sua refeição principal de forma colorida, apostando nos legumes cozinhados ou nas saladas. Você também pode lanchar vegetais para evitar lanchar outros alimentos menos saudáveis;

Frutas – Esta é uma boa opção de lanche, no qual, evite ou reduza alimentos ricos em açúcar, como uvas ou mangas. No entanto, como esta é uma fonte de açúcar, é importante comer com moderação, por isso, se você tem o hábito de comer muita fruta, seria benéfico reduzir a quantidade de fruta por porção nesta fase. céu;

Ovos, carnes magras, peixes, tofu, feijão – a ingestão de proteína suficiente ajuda a manter a massa muscular e promove a saciedade. Os vegetarianos podem escolher ovos (se houver), tofu, feijão, etc.;

Fontes de gorduras saudáveis – opte por azeite, nozes e sementes, abacate em quantidades moderadas. Esses alimentos são bons substitutos para gorduras “não saudáveis”, como gorduras trans e saturadas. 

No entanto, embora as gorduras sejam saudáveis, elas são uma grande fonte de calorias, por isso precisam ser usadas com cuidado e moderação em uma dieta para emagrecer;

Carboidratos complexos – grãos integrais (por exemplo, arroz integral, farinha de trigo integral, aveia integral, etc.), leguminosas (grãos, feijão, lentilha, ervilha, fava), batata doce, quinoa.

 São carboidratos complexos e ricos em fibras, que são absorvidos mais lentamente e promovem a saciedade. A quantidade recomendada sempre dependerá das necessidades individuais (como atividade física realizada), mas pode ser benéfico não eliminar e sim reduzir a quantidade no prato.

Gostou do assunto? Quer Compartilhar?
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Contrate Um Plano Odonto

Tudo sobre Imóveis

TEM CNPJ?

Agora Com 2 Vidas Você Pode Contratar Seu PME.

Fica Bem Mais barato

Nos Planos: AMIL – UNIMED – SULAMERICA – GNDI e OMINT